quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Introdução - o primeiro barco

O primeiro carro, primeiro emprego, primeira namorada(o)... "o primeiro a gente nunca esquece".

Mas como evitar uma "primeira experiência negativa"?

A dica é pesquisar muito! Conversar com quem tem (e usa), ir nos eventos do meio náutico, fazer passeios com diferentes tipos de barcos, falar com mecânicos e empresas especializadas, ler bastante; enfim, o ideal é obter o máximo de informação possível (mas tem que saber separar a informação que faz sentido da "propaganda").

Finalmente com esse Post eu dou seqüência na "Introdução"!!

...

Outubro de 2007, sai do São Paulo Boat Show com minha HABILITAÇÃO (na época Arrais Amador) e com a vontade redobrada de comprar o primeiro barco!!

Em casa as coisas estavam bem complicadas. A grande maioria dos amigos, a família e principalmente a esposa (Jamille), afirmavam que aquilo era coisa de louco... Que eu estava "fora do realidade", estava sonhando.

De fato era um sonho...

Eu andava pra lá e pra cá com revistas a tira colo, passava em marinas, lojas náuticas e enchia o saco dos vendedores. Gastei muito tempo pesquisando e me preparando.

A frase que eu mais ouvia das pessoas próximas era: "Barco são duas alegrias: Uma quando compra e outra quando vende". Mas não era isso que dizia meu coração. Eu tinha que ao menos tentar!

Só faltava achar o barco. Não estava fácil pois o orçamento era (muito) apertado...

Segui procurando e na penúltima semana do ano de 2007, o barco me achou!!!

Consegui de última hora, e com muito esforço, o semi-apoio da esposa. Era o que faltava! Ela até "liberou" dinheiro!!! Aquilo tinha que dar certo...

Fomos pra São Sebastião pra ver o barco. Uma lancha de 21 pés (6,30 mêtros), marca/modelo ALTERNATIVA 630 com um motor de popa MERCURY OPTIMAX 135HP V6... O estado geral da lancha (aparência) não era lá essas coisas, mas não importava, pois o principal estava muito bom, um excelente motor; e um "casco" com fama de "marinheiro" (navegar bem).

Levei um mecânico autorizado para fazer uma última avaliação e... NEGÓCIO FECHADO!


No mesmo dia já levei a lancha pra marina... NAVEGANDO! Claro, com o pessoal da marina a bordo, pois eu não teria a menor condição de levar a lancha sozinho... Por terra foi a carreta (num caminhão) e a Jamille levou o carro. Foram menos de 30 minutos de navegação, daqui ali, mas o coração sentiu como se eu estivesse atravessando um oceano.

Foi o tempo de chegar na marina e já era fim de tarde. Infelizmente a Jamille não passeou aquele dia. Voltamos pra São Paulo, pois no dia seguinte já era véspera de NATAL.

Dia 26-DEZ eu fui novamente pra praia. Infelizmente outra vez sem a Jamille, que ficou trabalhando. Contratei um marinheiro pra sair comigo e me ensinar a navegar, afinal, mesmo habilitado eu não estava "pronto" pra sair navegando. A idéia seria sair alguns dias com o marinheiro (meu xará, Fernando), mas felizmente o mar estava muito tranqüilo aquela época e acabei aprendendo rápido. O próprio marinheiro recomendou que no dia seguinte eu saísse sozinho (sem ele).

Dia 27-DEZ eu sai SOZINHO. Nervos a flor da pele... No final, foi uma boa idéia pois fica mais fácil "aprender" quando não tem aquela pressão da família e amigos a bordo. De qualquer forma o ideal mesmo seria ter pelo menos outra pessoa por lá, pois se alguma coisa desse errado, sozinho, eu estaria "frito".

video

Já o dia seguinte (28-DEZ), foi o GRANDE DIA!!! O primeiro passeio com a JAMILLE... E não é que a Jamille gostou?! Ela adorou aquilo...

video

E foi assim... Eu e a Jamille estávamos maravilhados com tudo aquilo. Adoramos aquela vida! O barco começou a aproximar muito a gente... No fundo, não era o barco; era o simples fato de estar lá, um do lado do outro, sem TV, Internet e nenhuma outra distração que o "mundo moderno" nos trás. Foi sem dúvida um NOVO COMEÇO.

No início nós ficávamos em Caraguatatuba, saindo em passeios diurnos com a lancha. É assim que a maior parte das pessoas usam o barco.

Enfrentamos bons mares, mas também alguns momentos de mar agitado e tempo ruim. Aprendemos dia-a-dia (e seguimos aprendendo). Só mesmo muitas horas de navegação e muitas situações diferentes é que faz um pessoa realmente aprender a navegar.

Já em Abril de 2008, nas minhas férias, dormi pela primeira vez no barco, na ILHABELA... Foi mágico!! Nessa ocasião a Jamille não estava junto, pois foi num dia de semana e ela não estava de férias. Dias depois ela dormiu junto... A primeira noite é sempre "tensa".

Foi outra novidade pra gente (dormir no barco). As limitações eram enormes. Uma 21 pés "cabi-nada" oferece menos conforto que muito camping por ai. Mas nos adaptamos muito rápido e aquilo passou a ser emocionante pra gente, pois mesmo sem conforto nós podíamos ficar até tarde nas praias, sem aquele "horário marcado" para retornar para a marina. Começamos a aproveitar nada menos que o final de tarde no barco, vendo o sol de por, por vezes acompanhado por um vinho frisante bem geladinho.


Muito bom dormir num barco pequeno... Sem TV, sem Internet, sem distrações. Essa é a parte boa, a parte ruim é: sem banheiro, sem chuveiro, sem geladeira (hahahahaha)... Só que não importava. Tomávamos banho as vezes num "apoio náutico" próximo da onde estávamos, e outras no chuveiro (gelado) do quiosque logo a nossa frente! No final do dia saiamos pra curtir a charmosa noite de Ilhabela e no dia seguinte tomávamos café da manhã do hotel logo em frente (onde aproveitávamos para usar o banheiro).

Nosso primeiro barco, essa lancha "cabi-nada" de 21 pés, foi (re)batizada como: FÊNIX

Um sonho... realizado!

...

"SÓ SE LEVA DESSA VIDA A VIDA QUE SE LEVA"

No próximo Post vou falar de uma pequena reforma que fizemos na FÊNIX, que ficou bonitona... e também do primeiro passeio (de lancha) para PARATY, ANGRA e ILHA GRANDE que foi sem dúvida marcante em nossas vidas.

Obrigado por nos acompanhar!!

Abraços ;)
Fernando Previdi

24 comentários:

  1. Avante Previdi!
    O Lancheiro mais velejador que eu já vi!!!

    ResponderExcluir
  2. Muito legal acompanhar seu blog Previdi, que seus sonhos continuem se realizando!
    Abços

    ResponderExcluir
  3. Maravilha!!
    Esse barco ai me ensinou que tempestade e mar não combinam... hehehe
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Olá Previdi!
    Curtindo muito seu blog e me preparando para ter a primeira lancha... Parabéns!
    Abraço, Rubinho.

    ResponderExcluir
  5. Ola, bom dia a todos, desde o momento que comecei a ver esse blog nao parei mais, sinceramente o cara é foda!!!
    me inspiro em tudo isso.
    Em breve farei o meu rsrsr

    Um grande Abraço

    By into the wild
    "Saia pelo mundo e comece a ver as grandes obras de Deus voce vera coisas e conhecerá pessoas, voce tem muito que aprender com elas, deve fazer isso no estilo economico sem hoteis cozinhando sua propria comida como regra principal e gastando o minimo possivel.
    Simplismente saia e faça isso."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite!! Desculpe a demora em responder. Só agora vi que dá pra responder aos comentários.. e ai, já caiu de cabeça na Náutica? Abraços! Fernando Previdi

      Excluir
  6. Olá Prévis!

    Acabei de adquirir minha primeira lancha e continuo curtindo muito seu blog.....!

    Abraço, Rubinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rubinho, boa noite.. estou aprendendo a usar a opção "responder" do Blog, kkk... você já é mestre meu camarada!!! Abraços.

      Excluir
  7. Ola Previs,

    Busquei experiencias de pessoas na internet que sempre tiveram sonho de ter um barco e poder navegar...da mesma forma que falaram que vc era maluco, estou sendo crucificado e todos amigos e familia dizem que é loucura essa minha ideia de adquirir um barco...e que pra navegar é preciso de muita experiencia etc etc...mas é um sonho desde criança, não é pra pouco que tenho ate uma tatoo nas costas de um veleiro, gosto muito mesmo...
    voce comecou aprendendo em mar? ou represa? pois pretendo adquirir uma embarcação e iniciar a navegacao.


    Abracos

    Thiago

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Thiago, desculpe a demora na resposta... só agora aprendi a usar o recurso "responder".... kkk... eu comecei no mar mesmo, exatamente com essa lancha!!! Uma 21 pés "cabi-nada". Abraços ;) Fernando Previdi

      Excluir
  8. Respostas
    1. Grande Ney!! Obrigado, viu como dá pra se divertir com um barco mesmo sendo "pobre"???!!! kkkkk, da mesma forma que com uma "barraca" num camping =)
      Abraços.
      Fernando Previdi

      Excluir
  9. Respostas
    1. Assim que nosso novo barco ficar pronto (está em construção) quero receber visita de vocês!!! Ai vocês "acampam" uns dias com a gente.. só que o novo barco já não tem muito cara de acampamento... vai ser uma casa mesmo!

      Beijos.
      Fernando

      Excluir
  10. Xará, fantástico, estou tentando seguir o mesmo caminho, vou chegar lá.
    abs
    Fernando Serrano

    ResponderExcluir
  11. quando voce diz que dormiu no barco... me desculpe a ignorância... foi ancorado na praia ou em algum estaleiro ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Virgillio! Dormimos no barco, tanto no primeiro (21 pés) como no segundo (29 pés), na maioria das vezes "apoitado" (com o barco preso em uma "poita").. em algumas vezes dormimos em marinas (poucas vezes).. no primeiro passeio para Paraty e Angra com a 21 pés nós ficamos no pier da Marina em Paraty (pra usar o banheiro da marina). Dá pra dormir na âncora também, mas nós não gostamos, em ILHABELA a gente paga R$ 80 pra alugar uma poita, ai dá pra ficar mais tranquilo, sair do barco (passear no centro), etc. Abraço, Fernando Previdi

      Excluir
  12. que show esse blog! otimas dicas logo vou comprar o meu primeiro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem vindo a bordo!! COMPRE COMPRE... não deixe de aproveitar a vida ;-)

      Excluir
  13. Show, sempre tive lanchas pequenas até 21 pés, hoje estou sem, mas ja programando a aposentadoria e mudar com a mulher para praia, ou melhor uma embarcação

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem vindo a bordo!! Um trawler ou um veleiro.. ambos perfeitos para moradia.. no caso do primeiro, para pequenas travessias (uma vez que o custo do Diesel para longas travessias é considerável).

      Excluir
  14. Parabéns Previdi. Divido o mesmo sonho. Ainda vou comprar minha primeira lancha. Grato por dividir sua experiência.
    Abs. Márcio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem vindo a bordo Márcio!! Realize seus sonhos, com tranquilidade e amor no coração =)

      Excluir